• Categorias

  • Disciplinas

CAPA – CENTRO DE DISTRIBUIÇÃO COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO caso: SUPERMERCADO CARONE


.

 

.

..
CENTRO DE DISTRIBUIÇÃO SUPERMERCADO CARONE
.

Por: AMANDA ROSA, DÉBORAH ALCURE, LORENA LIMA e POLIANA SANTOS.

O Grupo Carone é uma empresa familiar fundada nos anos 50, pelo Libanês Nagib Resk Carone. Ele começou sua trajetória em Alfredo Chaves com um Armarinho, depois foi para Cachoeiro de Itapemirim, onde abriu um atacado, e em Vitória abriu uma sapataria e posteriormente um atacado próprio.

Foi seu filho, Willian Carone, que deu início a rede de supermercados na Grande Vitória em 1977 ao abrir uma loja de varejo no Centro de Vila Velha. Durante muitos anos, essa foi a sua única loja. Até que em 1992 abriu o Carone Coqueiral de Itaparica.

Hoje, a rede de Supermercados Carone, conta com 8 lojas. O Caroninho, localizado no Centro; o Carone Praia da Costa; Carone Praia de Itaparica; e o Carone de Itapuã, em Vila Velha. Em Vitória, ao Carone de Jardim da Penha, de Camburi e o de Santa Lucia. Na Serra, tem o Carone Mall Laranjeiras.  Desempenhar o controle de todos os Supermercados não é fácil, mas com o bom gerenciamento do Centro de Distribuição, e as atividades relacionadas ao suprimento das lojas, o CD traz benefícios para a empresa, sendo referencia no ramo.

.

INTRODUÇÃO

Ao adotar o Centro de Distribuição dentro de uma empresa, assim como a logística, para que ela obtenha seus melhores resultados, é necessário que exista uma interação entre diversos setores, entre eles: Armazenagem, Transporte, Gestão de Pessoas, Custos e Tecnologia da Informação.

.

SUPRIMENTO DAS LOJAS (CADEIA DE SUPRIMENTO E LOGÍSTICA)

A necessidade da construção de um CD foi para ganhar espaço no mercado competitivo, facilitando a ligação entre os fornecedores e os clientes, ganhando em qualidade e eficiência. Para uma boa gestão no CD, o que leva tempo até consolidar a equipe e as atividades. é necessário uma integração entre planejamento, implantação e controle, nas atividades relacionadas ao abastecimento de mercadorias, movimentação e estocagem e relação com os fornecedores,  que auxiliam no processo de suprimento das lojas e do CD, o que implica em conseguir bons preços e confiabilidade.

Fatores como:

  • Globalização que torna mais acessível os produtos de todo o mundo, podendo ser vantajoso ou desvantajoso;
  • A distância geográfica entre produtores e consumidores, sendo que as áreas de incentivo as indústrias, normalmente, se distanciam do mercado consumidor;
  • A diferença entre produtos, onde em pouco tempo seu produto pode ser considerado defasado;
  • A exigência dos consumidores, em questões ambientais ou aspectos de qualidade.

Faz com que as empresas se preocupem muito com a implantação da logística para conseguir achar o modo de que o trabalho de captação e distribuição do produto seja bem feito, com qualidade, sem que o custo fique elevado. Usa-se a logística desde o pedido ao fornecedor até o ponto de entregar o produto ao cliente.

.

ARMAZENAGEM

Todas as atividades realizadas à guarda temporária e à distribuição de materiais denominam-se armazenagem. O armazém tem como função gerenciar a guarda do material, diferente do centro de distribuição, que tem como função gerenciar o fluxo de materiais. O armazém é o elo que une a produção ou o fornecedor ao consumidor, sendo necessário uma localização estratégica. É necessário armazenar para manter o equilíbrio de produtos estocados, garantir o atendimento ao cliente, reduzir custos e melhorar na organização, controle e segurança na produção.

Sistemas de armazenagem são interligados à equipamentos que servem para arrumar, da melhor maneira possível, os insumos da empresa, podendo ser manualmente, ou utilizando equipamentos de movimentação de materiais, por exemplo: estruturas porta-palletes, a mais utilizada entre mercados, devido as suas vantagens; empilhadeiras que tem 4 no CD do Carone; paletes, podendo ser de  madeira, metal ou de plástico. Todos seguem o mesmo padrão de tamanho, que é 1 metro por 1,2 metros. São 18 mil vagas para armazenagens. E 6 mil produtos cadastrados e o tempo de reposição gira em torno de 28 a 30 dias.

.

TRANSPORTE

Transportes eficazes permitem desvincular o local de produção e de consumo, gerando liberdade para a escolha da localização do CD mais adequada (aspectos geográficos, fisco-tributários, tecnológicos, disponibilidade de mão de obra, etc.).

Para o bom funcionamento do CD precisa-se de confiabilidade e agilidade no transporte, para que as lojas sejam abastecidas. As mercadorias chegam e saem todos os dias por 30 caminhões truck ou carretas (carretas só chegam). É feita uma integração com outra empresa, que fica responsável pelo transporte, já que ela é especializada nesse assunto, o transporte fica ainda mais eficiente.

As mercadorias que chegam são rapidamente desovadas, esse processo, de retirada dos produtos, em caminhões com, mais ou menos, 12 palletes, leva cerca de 15 minutos. Tratando de carretas, são 24 palletes e leva em torno de 20 minutos.

A distribuição dos produtos é de suma importância, se a empresa abre seus horizontes, e vende para consumidores “longe” de sua matriz, terá maior lucratividade. Para isso, deve ter uma distribuição bem operacionalizada, organizada. A distribuição acrescenta valor de tempo e lugar, colocando os produtos no mercado, onde ficarão disponíveis no momento que os clientes desejam consumi-los.

.

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI)

A tecnologia de informação auxilia, em muitas empresas, que é o caso do Carone, nos campos de planejamento, a execução e o controle logístico, assim, a TI torna-se um recurso inevitável para uma empresa moderna. Este avanço da TI nos últimos anos permite às empresas executar operações que antes eram inimagináveis, visando, sobretudo, obter reduções de custo e/ou gerar vantagem competitiva.

A importância da comunicação interna e externa, fica em grande parte, de responsabilidade da Tecnologia, que facilita o acompanhamento e a troca de informações sobre o negócio de tal forma que já é possível prever e evitar problemas em tempo hábil para não interromper a cadeia de produção.  Porque um dia sem o Sistema responsável pelo gerenciamento, pode paralisar as atividades.

Utiliza-se, principalmente, o WMS e o ERP. O WMS permite precisão das informações de estoque, na velocidade e qualidade das operações do CD e na produtividade do pessoal e equipamentos. Ele informa quando devemos repor o produto e a validade dos palletes, o trabalho até pode ser feito manualmente, mas o sistema fica responsável, quase que totalmente por trazer essas informações.

O WMS fornece informações de estoque, data de reposição, validade dos produtos, na velocidade e qualidade das operações do CD e na produtividade do pessoal e equipamentos. E o ERP (Planejamento de Recursos Empresariais) auxilia na manutenção do CD:  Oferece informações de compra de itens;  Manutenção de estoques; Cadastro das empresas, dos clientes, os produtos; Controla o recebimento e a saída das mercadorias; Agenda descarga; Toda a parte contábil, como contas a pagar; Acompanha a ordens de produção.

.

GESTÃO DE PESSOAS

A Gestão de Pessoas é a integração das atividades com os responsáveis para que o processo seja possível. No caso Carone, para alcançar os resultados esperados, houve a consolidação da equipe, qualificação dos funcionários, participação, capacitação para que o funcionário permanecesse dentro da empresa e criação de situações para o envolvimento e desenvolvimento.

Segundo Miranda (2009), a Gestão de Pessoas é caracterizada pela participação, capacitação, envolvimento e desenvolvimento do bem mais precioso de uma organização que é o capital humano que nada mais são que as pessoas que a compõem. Cabe a área de gestão de pessoas a função de humanizar as empresas.

Com uma boa gestão nos supermercados Carone, os funcionários não precisam mais trabalhar de noite. O funcionários conhecem todo o processo. Os principais funcionários dentro de um CD são: Auxiliares de logística, com salário de R$ 680,00, em média. E o gerente de Logística, Ademi Schelman frisa a importância da equipe preparada e aplicada ao trabalho.

.

CUSTOS

Os custos são relativos ao processo de movimentação do Centro de Distribuição. São necessários para administrar a empresa, contando com o administrativo, a depreciação dos equipamentos, as tributações, serviços auxiliares (água, energia elétrica), os funcionários, despesas com transporte, etc.

.

CENTRO DE DISTRIBUIÇÃO

A Associação Brasileira de Logística (Aslog), afirma que A função do CD é gerenciar o fluxo de materiais, e ajustar a gestão dos estoques de produtos acabados e processamento dos pedidos na distribuição física, que também englobam armazenagem, transporte, TI, Custos e Gestão de Pessoas.

Em geral os CDS recebem cargas consolidadas de diversos fornecedores. Estas cargas são então fracionadas, com intuito de consolidar os produtos em quantidade e variedade corretas, para depois serem encaminhadas as lojas.

Ganha-se com a implantação do CD: poder de negociação, no caso do Carone, ao centralizar as mercadorias, em relação a outras empresas que não tem.

Tradicionalmente no Brasil as transportadoras estão de um lado e as empresas de outro. Ter um CD aumenta o poder de negociação com os fornecedores. Para a realização do pedido, quando o percentual do produto na loja se encontra baixo, para a realização da reposição atingi-se o Ponto de Reposição. Quando as lojas geram os pedidos para o centro de distribuição, é calculado para estabelecer o estoque padrão, para cada produto e para cada loja. Variando loja por loja e item por item. Quando o sistema percebe que o nível está baixo, dispara automaticamente para a matriz que realiza as negociações.

.

FATORES QUE INFLUENCIAM NA LOCAIZAÇÃO DO CD

O local do CD do Carone foi definido levando em consideração a proximidade com a BR, devido a facilidade de escoamento para Vila Velha, Vitória e Serra, onde localizam-se suas 8 lojas,  aproveitando a dimensão do CD, que é de 12 mil metros quadrados, com pensamento de expansão para o norte do estado, em Linhares, São Matheus e Colatina.

Apontamos alguns fatores que são levados em consideração na escolha do local do CD: Disponibilidade de mão-de-obra; Oferta de transporte para atender a demandas variáveis; Proximidade dos principais Fornecedores / Clientes, para reduzir o tempo de entrega; Política de incentivos municipal / estadual / federal; Infra-estrutura e facilidades; Custo logístico total.

.

ATIVIDADES NO CENTRO DE DISTRIBUIÇÃO

Recebimento: Controle e programação das entregas; Recebimento fiscal do material; Checagem da Nota Fiscal x Pedido de Compra e da Nota Fiscal x Material Recebido; Checagem visual da integridade do material e das embalagens.

Put-Away: Atividades de pré-packaging (paletização, repaletização, aplicação de filmes plásticos, colocação de etiquetas, etc);  Leitura do código de barras;  Definição do local de endereçamento do pálete; Transporte do palete até a área de Estocagem.

Estocagem: Armazenamento dos materiais conforme critérios de volume, popularidade, semelhanças físicas, valor, etc; Sua função é a de guarda, proteção e preservação do material até que o mesmo seja requerido para uso; Sistemas de Localização do Estoque; O objetivo do sistema de localização de estoque é registrar o paradeiro de cada item enquanto ele está no armazém.

Picking: Retirada dos itens em estoque para atendimento de uma demanda específica / Coleta e separação dos pedidos segundo a necessidade de cada Cliente.

Stage-out: Acúmulo de materiais em expedição com a finalidade de:  Otimizar uso dos equipamentos de movimentação (empilhadeiras, paleteiras, carrinhos, etc);  Otimizar mão-de-obra; Otimizar capacidade de transporte do veículo de carga; Atividades de prepackaging (paletização, repaletização, aplicação de filmes plásticos, colocação de etiquetas, etc).

Expedição: Transferência dos materiais agrupados por rota para a doca de expedição; Leitura das etiquetas de código de barras para confirmar saída das embalagens; Conferência dos volumes a serem despachados; Pesagem; Carregamento dos veículos.

Controle do Inventário.

.

CROSS DOCKING

Atividade capaz de movimentar produtos dos veículos de transferência e recebimento diretamente para as docas de expedição ou veículos de entrega.

IMAGENS:

Por: AMANDA ROSA, DÉBORAH ALCURE, LORENA LIMA e POLIANA SANTOS.

About these ads
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: